Enter your keyword

DÚVIDAS FREQUENTES

INFORMAÇÕES GERAIS

 Arquitetura em Container

A arquitetura em container é uma solução que permite flexibilidade à construção devido a sua estrutura natural. Tal estrutura permite uma segurança superior devido a sua natureza construtiva, além disso, permite uma logística de mobilização excelente, já que um container pode ser transportado em uma única vez. O container tem seu apelo sustentável em função do reaproveitamento de materiais “descartados” ou em desuso.

Medidas dos containers

A construção é basicamente realizada com módulos de aproximadamente 15 m² (20 pés) e 30 m² (40 pés). Mas podem ser customizados ou acrescentar outro sistema construtivo.

Porque container, não alvenaria

O container não onera o principal patrimônio: O TERRENO. Se desfazer da alvenaria “antiga” para fazer outra é um gasto enorme para desmanchar e descartar os materiais. Soluções em container não alteram as características físicas do terreno, permitindo uma rápida desmobilização com possibilidade de revenda dos containers e o mais importante: o terreno estará livre para um empreendimento de valor agregado expressivo, no momento certo.

Preparação do solo, base

O container se comporta de forma excelente em qualquer tipo de solo, com raríssimas exceções onde é necessário preparar o terreno. A fundação é bastante simples por conta do peso reduzido de um container com relação à alvenaria e dependendo das condições do terreno, bastam blocos de concreto para apoiá-lo.
O cliente deve disponibilizar as ligações de água, luz e esgoto, bem como a fundação no terreno, mediante projeto fornecido pela Base Container.

Quantos containers posso empilhar

De modo geral, pode ser empilhado em até cinco (1 + 4). Mas existem obras com containers com até nove andares, no entanto, seguem regras de engenharia que suportam tal construção.

Durabilidade

O container é um material projetado para transporte marítimo em condições bastante adversas. Em um terreno, se feita a manutenção adequada, pode durar gerações.

Quanto a raios

Um container funciona pelo mesmo princípio da Gaiola de Faraday: um condutor, quando carregado, tende a espalhar suas cargas uniformemente por toda a sua superfície. Se esse condutor for uma esfera oca, por exemplo, os efeitos de campo elétrico criados no interior do condutor acabam se anulando, obtendo assim um campo elétrico nulo. É o mesmo princípio dos aviões e dos carros, contrariando o pensamento popular de que são os pneus que fazem essa proteção.

Transporte e instalação

Por se tratar de um material que possui dimensão padrão para transporte, pode ser transportado através de caminhão ou navio. Chegando ao local de instalação é necessário um guindaste ou caminhão munk para retirá-lo do caminhão e colocá-lo no chão. A partir daí, são feitos todos os cortes nas chapas, as instalações hidro-sanitárias e elétricas (que podem ser embutidas ou aparentes) e os acabamentos como piso, pintura, conexões entre módulos. É um processo bastante simplificado e rápido.

FAQ

1. Não esquenta?

Em seu estado original, entre a forração interna e a parede de aço do container aplica-se lã de rocha que funciona como um isolamento termo acústico.
Trabalhamos também com os containers do modelo Reefer, usados para transporte de carga refrigerada. Esses já possuem isolamento de fábrica altamente eficiente, dispensando o uso de ar condicionado.

2. É mais barato?

O valor final de uma obra em container se equivale ao de uma construção convencional, com algumas vantagens. [O barateamento vai depender dos demais materiais utilizados e utilização de produtos alternativos]

3. Como fixam as janelas?

As janelas podem perfeitamente serem fixadas nos container.
Normalmente é fixada uma base que pode ser um perfil de aço ( metalon ) ou madeira para aí sim colocar as janelas.
Madeira? Sim, no caso de casas que receberão alguma forração interna, e externa, pois a forração irá esconder esses perfis.
Também podem ficar aparente e se aplicado algum espelho para finalizar o acabamento.

4. E quanto à durabilidade?

O container é um material projetado para transporte marítimo em condições bastante adversas. Em um terreno, se feita a manutenção adequada, pode durar gerações.

5. No caso de um raio atingir o container, por ser uma caixa metálica, existe algum risco?

Um container funciona pelo mesmo princípio da Gaiola de Faraday: um condutor, quando carregado, tende a espalhar suas cargas uniformemente por toda a sua superfície. Se esse condutor for uma esfera oca, por exemplo, os efeitos de campo elétrico criados no interior do condutor acabam se anulando, obtendo assim um campo elétrico nulo. É o mesmo princípio dos aviões e dos carros, contrariando o pensamento popular de que são os pneus que fazem essa proteção.

6. E se o container transportou material tóxico ou radioativo?

Antes da compra, é pesquisado o histórico de cada container. Este histórico indica o tipo de carga e os itinerários de cada unidade. Também é solicitado um laudo, emitido pelo serviço público federal no próprio porto antes que o container seja liberado. Este laudo atesta que o container está livre de qualquer resíduo ou radiação.

7. O material do container é inflamável?

A camada isolante de poliuretano se localiza no interior entre as chapas metálicas interna e externa do container, permanecendo completamente isolado. O poliuretano utilizado é anti-chamas.

8. Não vou me sentir oprimido dentro de um container, como em uma lata de sardinhas?

Por se tratar de um espaço compacto, surge o desafio de trabalhar bem a ergonomia e conforto deste espaço. O mobiliário projetado de forma a ser eficiente, os revestimentos aplicados e a cobertura vegetal aliados aos recortes nas chapas para favorecer a ventilação, a iluminação e a circulação são recursos utilizados para a “humanização” deste material, fazendo com que se torne um espaço bastante confortável, apesar de compacto.

9. Como é feito o transporte e instalação?

Por se tratar de um material que possui dimensão padrão para transporte, pode ser transportado através de caminhão ou navio. Chegando ao local de instalação é necessário um guindaste ou caminhão munk para retirá-lo do caminhão e colocá-lo no chão. A fundação é bastante simples por conta do peso reduzido de um container com relação à alvenaria e dependendo das condições do terreno, bastam blocos de concreto para apoiá-lo.
A partir daí, são feitos todos os cortes nas chapas, as instalações hidro-sanitárias e elétricas (que podem ser embutidas ou aparentes) e os acabamentos como piso, pintura, conexões entre módulos. É um processo bastante simplificado e rápido.

10. É seguro contra roubos?

O container é produzido com um aço altamente resistente. Suas portas originais são projetadas a fim de manter o módulo estanque, quando fechado. Para abri-lo é necessário um maçarico. Na instalação os containers são afixados na fundação, evitando que possam ser transportados a qualquer momento.

11. Quais são as características do container Reefer?

• Painéis e portas em aço inoxidável, evitando corrosões.
• Os painéis externos podem ser em alumínio ou aço, dependendo do modelo.
•  O isolamento térmico é feito com poliuretano de alta densidade na espessura de 10cm.
• O piso é uma grelha em alumínio, permitindo um colchão de ar abaixo do piso instalado.
• Suportam até 35.000kg de carga/ Tara de 4.000kg